DHA e Problemas de concentração e aprendizagem (TDA, etc.)

Segundo diversos estudos, as crianças com problemas de aprendizagem como sejam o Défice de Atenção com ou sem hiperatividade (TDA/TDAH), autistas, disléxicos etc. têm níveis sanguíneos de ómega-3 menores que os das crianças da mesma idade sem os referidos problemas. Desconhece-se a causa subjacente mas parece que uma suplementação com ómega-3 pode ajudar. Neste sentido, de entre os principais ácidos gordos ómega-3 (DHA e EPA), o DHA parece ser o que tem um papel mais relevante (ex. dose: 0,5-2 g DHA/dia). A suplementação regular com DHA em crianças, adolescentes ou adultos com problemas de concentração e aprendizagem, é uma ferramenta que ajuda a melhorar as referidas condições.

  •  Germano, M, et al.(2007) Plasma, red blood cells phospholipids and clinical evaluation after long chain omega-3 supplementation in children with attention deficit hyperactivity disorder (ADHD). Nutritional Neuroscience, Vol. 10, pp. 1-9
  •  Kiso Y (2011) Pharmacology in health foods: effects of arachidonic Acid and docosahexaenoic Acid on the age-related decline in brain and cardiovascular system function. J Pharmacol Sci.115(4):471-5.
  • Milte CM et al., (2011) Polyunsaturated fatty acids, cognition and literacy in children with ADHD with and without learning difficulties. J Child Health Care 15(4):299-311.
  •  Schuchardt JP, Huss M, Stauss-Grabo M, Hahn A (2010) Significance of long-chain polyunsaturated fatty acids (PUFAs) for the development and behaviour of children. Eur J Pediatr.169(2):149-64